Apetece-me Fazer Esculturas em Papel

Catarina Araújo [Instalação]

16 de Abril | Em Permanência 12h00m>23h30m

Casa do Nuno e da Beatriz | Rua Chartres, Nº 7, 2º G, Fração AD

12h00m>23h30m

Este projecto nasceu da necessidade de arquivar 55 peças em gesso para o seu transporte. Desta forma criaram-se 35 caixas em roofmate para garantir a segurança das peças e a sua conservação.
Utilizei várias impressões de xilogravura e calcogravura, onde as imagens criam ilusões através das suas cores subtis e dos sues baixos-relevos. Estas foram mergulhadas no gesso criando uma assemblage. Neste contexto o gesso, para mim, funciona como a origem camuflada do papel. Através da cor branca muitas das gravuras confundem-se com o gesso.
O conceito para este projecto é a vontade do artista em trabalhar e descobrir a sua identidade e ao mesmo tempo criar um desafio para o espectador, convidando-o a fazer alterações na composição presente no espaço.

 

Trigo Roxo

Eva Barrocas [fotografia]

16 de Abril | em permanência 12h>23h30m

Casa do Nuno e da Beatriz | Rua Chartres, Nº 7, 2º G, Fração ad

Este conjunto de imagens partiu do cruzamento de memórias de um lugar. Desde Outubro do ano passado que vivo num espaço em que o tempo é difuso e as memórias das gerações se cruzam. Quando falo de memórias, não me cinjo às memórias pensadas, mas também incluo as marcas que se acumulam nas paisagens e nos espaços, quando os seres vivos morrem e deixam ficar o corpo como relíquia da sua existência.

Fala e Vila | da antropologia das culturas visuais

Marta Pina e Ana Riscado [ filme ]

16 de Abril | em permanência 12h>23h30m

Casa do Nuno e da Beatriz | Rua Chartres, Nº 7, 2º G, Fração ad

Dois filmes produzidos no âmbito da disciplina de Atelier de Imagem do Mestrado em Antropologia das Culturas Visuais habitam as mundi(e)vidências do ofício das artes plásticas. Com estéticas distintas, os dois objectos insistem em dialogar sobre as relações entre arte, antropologia e imagem.

Même

João Pedro Mateus, Sílvio Matos, Fábio Lameiras [ instalação]

16 de Abril | em permanência 12h>23h30m

Casa do Nuno e da Beatriz | Rua Chartres, Nº 7, 2º G, Fração ad

O Même é composto por três artistas cujo corpo de trabalho se orienta pela pesquisa e questionamento de temas relacionados com o estatuto da obra de arte e com os mecanismos da sua legitimação.

 

Transient e Fitting Book

Teresa Carvalheira, Ana Rita Patinha, Diogo Fragoso [vídeo instalação]

16 de Abril | em permanência 12h>23h30m

Casa do Nuno e da Beatriz | Rua Chartres, Nº 7, 2º G, Fração ad

Projecto transdisciplinar de desenvolvimento da imagem estática e em movimento para apresentação da colecção de moda “To Preserve” Outono/inverno 2014/2015 e exploração conceptual dos formatos de divulgação da mesma.

A série fotográfica “Fittingbook” constitui a documentação de uma sucessão de provas (fittings) das peças da colecção de moda entre 2 modelos de géneros diferentes.

Transient”, apresenta a colecção em movimento e contextualizada – short film de moda que explora a exaustão do efémero (relacionado com a efemeridade da moda). O espaço transitório de uma estação de comboios é palco para a acção linear de dissecar o instante. Através de Marc Augé e do seu conceito de não-lugar onde indivíduos estão apenas conectados por uma contratualidade solitária que impossibilita a interacção social orgânica, a superabundância de espaço é explorada em busca da sua identidade e de quem o habita.

Mestrado Arquitectura Paisagista – Estudos Visuais

Rita Santana e Catarina Rodrigues/Andreia Lourenço e Inês Rocha [vídeo]

16 de Abril | 15h

Casa do Nuno e da Beatriz | Rua Chartres, Nº 7, 2º G, Fração ad

A Arte do Caminhar: O Paisagismo integrado na malha urbana  

Experiências Urbanas: Caminhar em Évora

No âmbito da disciplina de Estudos Visuais, do Mestrado em Arquitectura Paisagista, foi proposto aos alunos desenvolver um projecto num domínio mais artístico e criar uma ferramenta para compreender as metodologias e práticas artísticas no campo expandido da Paisagem e do Espaço Público.

 

Comunidade de Artistas Livres Fragmentos (a partir de Hamletmachine de Heiner Müller)

Comunidade de Artistas Livres [Teatro]

A partir de Hamletmachine de Heiner Müller | Fragmentos: 1 – eu sou Ofélia 2 – blá blá blá  3 – eu sou electra 4 – não sou hamlet

 

16 de Abril | 16h30m-17h00m / 17h00m>18h30m / 21h00m>21h30m

Casa do Nuno e da Beatriz | Rua Chartres, Nº 7, 2º G, Fração ad

Eu era Hamlet… Atrás de mim monta-se a cena.”
Fragmento Entre Ruínas não é uma peça de teatro, são fragmentos organizados sob um ponto de vista criativo que tende a procura de uma nova reorganização e exploração das palavras de Heiner Müller, rompendo com a convencionalidade.

Este projecto, mais que uma peça, é um manifesto, demasiado rico, demasiado complexo e abrangente para forçarmos uma mensagem específica. Pretende-se que as conclusões, leituras ou ausência delas, seja um trabalho do espectador. Unimos a teatralidade, a coreografia, a música, a visualidade e plasticidade numa possibilidade de partitura, sempre procurando o que mais nos possa comunicar e tocar a imensidão de hipóteses levantadas pelo autor.
Não matamos o autor, tentamos eleva-lo e reencontra-lo nos dias de hoje.
Something is rotten in this age of hope, traduz numa só frase a actualidade destas palavras. Somos todos Hamlet, Ofélias, Tios e Mães, deixando ao mesmo tempo de o sermos, na procura da liberdade.
Desafiamos todos os presentes a estarem, só serem, aqui, neste momento… A retirarem as máscaras e as deixarem penduradas nos cabides dos bastidores.

 

 

 

CONVERSA PARCEIROS BIOLÓGICOS

16 de Abril | 17h

Casa do Nuno e da Beatriz | Rua de Chartres, Nº 7, 2º G, Fração ad

Além Bio, Courelas do Monte, Pés na Terra, De Raiz, Souk, Simbio, Courelas da Torre

Porquê produzir e consumir produtos biológicos é tão importante para a sustentabilidade individual e colectiva? Quais os valores e benefícios associados à produção biológica? Quais os principais desafios que os produtores enfrentam e o que podem pensar colectivamente para ampliar o impacto da alimentação biológica junto da comunidade local?